Maringá tem aumento de 16,2% nas exportações e 35,2% nas importações no primeiro semestre

por jul 8, 2021Notícias

No primeiro semestre deste ano, as exportações movimentadas por Maringá somaram US$ 1.318,73 bilhão. Em relação ao mesmo período do ano passado, quando foi registrado US$ 1.134,93 bilhão, houve um aumento de 16,2%. O município continua ocupando o 2º lugar no Paraná no ranking de exportações e o 16º no Brasil.

Já as importações dos primeiros seis meses do ano somaram US$ 217,23 milhões em Maringá, um aumento de 35,2% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados US$ 160,066 milhões. A cidade ocupa o sétimo lugar no Paraná no ranking de importações e o 106º lugar no País.

De janeiro a junho, a balança comercial de Maringá somou US$ 1.101,5 bilhão, um acréscimo de 13% em relação ao primeiro semestre do ano passado (US$ 974,26 milhões).

Produtos

Os cinco principais produtos exportados por Maringá no primeiro semestre foram: soja (76%); milho (6,7%); açúcares de cana ou de beterraba e sacarose quimicamente pura, no estado sólido (5,8%); tortas e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja (4,4%) e carnes e miudezas comestíveis, frescas, refrigeradas ou congeladas (3,2%).

Já os cinco principais produtos importados no período foram: díodos, transístores e dispositivos semelhantes com semicondutores, dispositivos fotossensíveis semicondutores, incluídas as células fotovoltaicas e similares (53%); transformadores elétricos, conversores elétricos estáticos, bobinas de reactância e de auto-indução (12%); partes e acessórios (exceto estojos, capas e semelhantes), reconhecíveis como exclusiva ou principalmente destinados às máquinas e aparelhos das posições (2,7%); adubos minerais ou químicos, potássicos (2%) e circuitos integrados e microconjuntos eletrônicos (2%).

Países 

Os cinco principais compradores de produtos maringaenses no primeiro semestre foram: China (US$ 944 milhões, participação 72%); Irã (US$ 58,1 milhões, participação 4,4%); Coréia do Sul (US$ 48,5 milhões, participação 3,7%); Bangladesh (US$ 41,7 milhões, participação 3,2%) e Argélia (US$ 31,8 milhões, participação 2,4%).

Em relação aos fornecedores de Maringá, os cinco principais foram: China (US$ 183 milhões, participação 84%); Rússia (US$ 7,04 milhões, participação 3,2%); Vietnã (US$ 4,69 milhões, participação 2,2%); Índia (US$ 3,21 milhões, participação 1,5%) e Paraguai (US$ 2,46 milhões, participação 1,1%).

Fonte: Instituto Mercosul, com dados da Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais (Secint).