Aeroporto de Maringá completa 20 anos e espera retomar operações internacionais

por maio 27, 2021Notícias

Em 1994 Maringá deu um passo à frente no desenvolvimento com o início das obras do Aeroporto Silvio Name Júnior. A estrutura foi concluída em julho de 2000 e inaugurada em 25 de abril do ano seguinte. O primeiro voo foi feito pela Cia. Aérea InterBrasil, no trajeto São Paulo-Maringá. Em 2021, a unidade completa 20 anos de embarques e desembarques de passageiros, além de cargas internacionais.

O nome “Silvio Name Júnior” foi oficializado em 2005, por meio da lei municipal nº 5.535/2001, e é uma homenagem ao jovem empresário que morreu em um acidente aéreo em 2000, em São Paulo, aos 33 anos. Nascido em Nova Esperança, Silvio Name Júnior viveu em Maringá na maior parte da vida e, inclusive, criou empreendimentos na cidade. A ideia de batizar o aeroporto com o nome dele foi da então vereadora Márcia Socreppa.

A aeroporto é uma empresa pública municipal de capital fechado, constituída pela lei 4.987 de 23 dezembro de 1999, e fica na avenida Vladimir Babkov, no Parque Industrial Mário Bulhões. Operacionalmente, a unidade é denominada SBMG: a sigla “SB” representa aeroporto em território brasileiro provido de facilidades técnicas de operação e “MG” identifica Maringá.

Em 2008, o aeroporto passou a contar com uma torre de controle, um dos mais modernos sistemas de controle de tráfego aéreo do país. Desde 2012, a unidade pertence à categoria 7, que indica capacidade de combate a incêndio de grande porte, sendo um dos maiores e mais importantes aeroportos do Sul do Brasil.

O presidente do Instituto Mercosul, Aluízio Andreatta, lembra que o evento de inauguração da obra foi prestigiado por grande número de autoridades e por pessoas que foram visitar e conhecer a nova estrutura do aeroporto de Maringá, que foi transferida do antigo local, na avenida Gastão Vidigal, dando espaço para a construção do Centro Cívico, Parque Linear, Hospital da Criança, Fórum Eleitoral, Justiça do Trabalho etc.

A expectativa é de que sejam retomadas em breve as operações internacionais de cargas do aeroporto, e que todo o potencial da região possa ser amplamente explorado pelo empresariado local e regional, gerando oportunidades, empregos e renda para a população.

A pista de pouso e decolagem está sendo ampliada de 2,1 mil metros para 2,380 metros -, além da ampliação de pátios, da Seção Contra Incêndio (SCI) do Corpo de Bombeiros, inserção de pista de taxiamento de aeronaves e implantação do ILS (do inglês, Instrument Landing System), equipamento para auxílio de pousos em condições climáticas adversas.

Com a pista maior, será possível retomar os voos internacionais, porque o tamanho anterior e a falta de estrutura de combate a incêndio não atendiam às normas para a prática de voos regulares exigidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Assessoria de Comunicação Instituto Mercosul

Foto: Assessoria de Comunicação Prefeitura de Maringá