NOTÍCIAS

NAVIO COM VEÍCULOS PARA O BRASIL AFUNDA NA COSTA ATLÂNTICA DA FRANÇA APÓS INCÊNDIO

O navio de carga italiano Grande America, modelo “Roll on-Roll off”, mais conhecido como Ro-Ro, afundou a cerca de 330 quilômetros da costa atlântica na França depois que o resgate não conseguiu apagar um incêndio que tomava conta da embarcação em 12 de março de 2019.

O Grande America é um navio construído em 1997, especifico para o transporte de veículos e operado pela empresa Grimaldi Group SPA.

Dois dias antes do naufrágio, o navio reportou um incêndio a bordo enquanto navegava no Golfo de Biscaia durante uma viagem de Hamburgo, na Alemanha, para Casablanca, no Marrocos. O incêndio começou em alguns contêineres e se intensificou nas 24 horas seguintes. Todas as 27 pessoas a bordo (26 tripulantes e 1 passageiro) se salvaram após abandonar o navio e entrar em um barco salva-vidas e ser resgatados pela fragata HMS Argyll da Marinha Real Britânica.

Embora a equipe de salvamento tenha trabalhado exaustivamente no combate ao incêndio, não foi suficiente para extingui-lo. Além disso, muito provavelmente a quantidade de água utilizada para tentar controlar o fogo contribuiu para que o navio adernasse e em seguida afundasse rapidamente em um local do mar com profundidade de 4.600 metros.

A causa do incidente será investigada, contudo certamente não será um claim de fácil liquidação e já desperta a atenção de seguradoras e resseguradores envolvidos na garantia do seguro de transporte internacional. Uma série de fatores deverá ser considerada. Primeiramente, é preciso identificar o termo de Incoterms negociado, através do qual será conhecido o momento exato da transferência de responsabilidade sobre os veículos transportados, bem como quem deverá acionar o seguro, isto é, o vendedor ou comprador.

Outro aspecto que será considerado pelas seguradoras é a questão da idade do navio. De acordo com as condições do seguro de transporte internacional, para viagens em navios com mais de 20 anos, é preciso a autorização da seguradora, o que dificilmente é observado pelos importadores e seus agentes. O Grande America tinha 22 anos de idade.

O navio transportava muitos veículos destinados às montadoras brasileiras e as perdas são consideráveis. O escritório SMERA-BSI foi nomeado por diversas seguradoras para administrar seus interesses e de seus clientes com cargas embarcadas no Grande America e para acompanhar as investigações que já começaram.

Fonte:Blog Rocha 

Parceiros

Real Time Web Analytics