NOTÍCIAS

BALANÇA COMERCIAL MARINGAENSE OBTEVE UM SUPERÁVIT DE US$ 83 MILHÕES EM OUTUBRO

No mês de outubro a balança comercial maringaense obteve um superávit de US$ 83 Milhões, comparado o resultado deste mês com o resultado do mesmo mês do ano passado obtivemos um aumento de 10,54% e no acumulado de janeiro a outubro de 2017 o saldo é de US$ 1,41 bilhão.  As exportações de outubro somaram US$ 101 milhões, com uma queda de 49,60% em relação ao mês anterior e em comparação com o mesmo mês de 2016 as exportações tiveram um incremento de 15,19%. Já, as importações de outubro somaram US$ 17 Milhões, em comparação ao mês anterior deste ano as importações registraram uma queda de 20,10% e em relação ao mês de outubro de 2016 obtivemos aumento de 43,48%.

 

Produtos

Os principais cinco produtos exportados foram: Soja (47,67%), Açúcares (28,79%), Milho (8,23%), Carne e miudezas de aves (7,04%) e Tortas e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja (3,16%).

Os principais cinco produtos importados foram: Partes e acessórios destinos às maquinas e aparelhos das posições 8469 a 8472 (12,95%), Aparelhos receptores de televisão (5,71%), Adubos (fertilizantes) minerais ou químicos, contendo dois ou três dos seguintes elementos fertilizantes (5,63%), Máquinas e aparelhos para impressão por meio de caracteres tipográficos, clichés, blocos, cilindros e outros elementos de impressão da posição 8442 (4,92%) e Circuitos integrados e microconjuntos electrónicos (4,57%).

Países Parceiros

Os cinco principais compradores de produtos maringaenses de janeiro a outubro foram: China (US$ 702,39 milhões, participação 44,04%), Iraque (US$ 96,56 milhões, participação 6,06%), Japão (US$ 67,63 milhões, participação 4,24%), Holanda (US$ 62,99 milhões, participação 3,95%) e Malásia (US$ 55,04 milhões, participação 3,45%).

Os cinco principais fornecedores de Maringá foram: China (US$ 100 milhões, participação 55,89%), Rússia (US$ 7,07 milhões, participação 3,95%), Taiwan (US$ 6,54 milhões, participação 3,66%), Alemanha (US$ 5,34 milhões, participação 2,99%), e Uruguai (US$ 5,22 milhões, participação 2,92%).  

Dados: MDIC.

Parceiros

Real Time Web Analytics